“Caixa ecológico” em supermercado de Curitiba (PR) estimula boas práticas ambientais e auxilia entidades filantrópica


Uma proposta de conscientização ambiental, que alia execução simples a bons resultados, está em prática em Curitiba (PR). A rede de supermercados Festval, que tem quatro lojas na cidade, oferece aos consumidores em uma delas – a Barigui, próxima ao parque homônimo – a opção de pagar suas aquisições no chamado “Caixa Ecológico”.

Nele, a clientela é estimulada a levar de casa as sacolas para acondicionar suas compras – valem as plásticas comuns, inclusive da concorrência. O principal foco da iniciativa, porém, é que, pagos os produtos, os compradores descartem de imediato, em containers apropriados, embalagens de plástico e papelão.
Em termos práticos, ao invés de levar para casa a pasta de dentes dentro da respectiva caixinha, o cliente carrega só o tubo. As doações são voluntárias e o “Caixa Ecológico” também funciona como qualquer outro.
Esses resíduos deixados nos containers, somados aos que a empresa recolhe nas lixeiras próprias para coleta seletiva – essas instaladas em todas as lojas –, são vendidos e o valor auferido é repassado a instituições filantrópicas, previamente cadastradas.
O “Caixa Ecológico” nasceu em outubro de 2006, quando foi inaugurada a loja Festval Barigui. A idéia, da professora Dulce Albach, do Centro Universitário Positivo (Unicenp), surgiu como tema de sua dissertação, à época na qualidade de mestranda em Gestão Ambiental na mesma instituição.


A prova de que a natureza é sábia é que ela 
nem sabia que iríamos usar óculos e 
notem como colocou nossas orelhas.



Se soubesse que o mundo se desintegraria amanhã, ainda assim plantaria a minha macieira.O que me assusta não é a violência de poucos, mas a omissão de muitos.Temos aprendido a voar como os pássaros, a nadar como os peixes, mas não aprendemos a sensível arte de viver 
como irmãos.




Meio ambiente sofre com a urbanização


O processo de urbanização ocorreu de forma significativa primeiramente nos países do continente europeu, com o surgimento e desenvolvimento das indústrias durante o século XVIII. A partir de 1950, esse processo tomou proporções em escala global. As atividades industriais se expandiram por vários países, atraindo cada vez mais pessoas para as cidades.

Porém, a urbanização sem um devido planejamento tem como consequência vários problemas de ordem ambiental e social. O inchaço das cidades, provocado pelo acúmulo de pessoas, e a falta de uma infraestrutura adequada gera transtornos para a população urbana.

Impactos significativos no ambiente ocorrem em razão dos moldes de produção e consumo nos espaços urbanizados. Poluições, engarrafamentos, violência, desemprego, etc., são aspectos comuns nas cidades.

A poluição das águas é causada principalmente pelo lançamento de efluentes indústrias e domésticos sem um devido tratamento. A poluição atmosférica é um grande problema detectado nas cidades, isso ocorre devido ao lançamento de gases tóxicos na atmosfera.
O intenso fluxo de automóveis e as indústrias são os principais responsáveis por esse tipo de poluição. Outros problemas ambientais decorrentes da urbanização são: impermeabilização do solo, poluição visual, poluição sonora, alterações climáticas, efeito de estufa, chuva ácida, ausência de saneamento ambiental, destinação e tratamento dos resíduos sólidos, entre outros.


Pessoas pegando o que para alguns já não tem mais utilidade

Eco Bag, modelo simples em serigrafia




Clima influenciou civilizações



    Com paralelos semelhantes aos traçados em livros como Colapso (Jared Diamond) e A História das Florestas (John Perling), O Aquecimento Global - A Influência do Clima no Apogeu e Declínio das Civilizações foi escrito pelo arqueólogo Brian Fagan para mostrar como até pequenas alterações no clima durante a história foram suficientes para demarcar o destino de antigas populações. A obra serve como novo alerta para lideranças mundiais que só sabem empurrar com a barriga ações de combate e adaptação aos inevitáveis efeitos colaterais dos maus tratos humanos ao meio ambiente.


Sacola retornável em algodão cru

     Esse modelo foi fabricado em algodão cru com a logo em homenagem ao dia das mães. A logo foi impressa em serigrafia. Super prática e sem contar que toda mãe adora! 


Saquinho em TNT para embalagem








Malote transparente ou bolsa transparente para eventos

Cada dia mais nossa empresa busca inovar mais em seus produtos, lançando agora um novo malote transparente que pode ser usado também como bolsas porta-folhetos em eventos.



Malote com alça - capanga





Sacola que se transforma em carteira!

   Entre os nossos modelos de lançamento estão as super práticas bolsas que se transformam em uma linda carteira que você poderá levar para todo lugar!






Ecobags em TNT representam:


compromisso com a sustentabilidade; 
consciência ecológica;
e excelente custo benefício para agregar valor à sua marca 
e ressaltar o seu respeito pelo planeta.

Sacola em TNT para supermercados


Sacola em TNT ideal para supermercados 
e comércios em geral. Suporta até 8 kg. 
É prática e barata.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...